Políticas Editoriais

Foco e Escopo

A revista Comunicação, Mídia e Consumo tem como missão promover a discussão acadêmica relacionada ao campo da Comunicação Social, articulando os estudos de mídia – os meios de comunicação, suas lógicas de produção e processos de recepção – e os estudos do consumo, entendido como prática sociocultural definidora da cena contemporânea. Editada desde 2004 pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Práticas de Consumo da ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing) de São Paulo, publica produção acadêmica de excelência, nacional e internacional. Produzida em versão digital, a revista segue o princípio da democratização do conhecimento científico incentivando o acesso público, imediato e livre a todo o seu conteúdo. A revista não cobra taxas para receber, avaliar ou publicar trabalhos.

 

Políticas de Seção

Artigos

Política padrão de seção

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Entrevista

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Resenha

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Editorial

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Dissertações defendidas

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

Procedimentos de Avaliação e Comitê de Ética e Malversação 

Todos os textos submetidos à revista passam por um processo de desk review que compreende dois procedimentos básicos: em uma primeira triagem, verifica-se o cumprimento dos requisitos formais estabelecidos nas normas de submissão da revista Comunicação, Mídia e Consumo; na sequência, procede-se a verificação de plágio por meio de software específico, SafeAssign. No caso de identificação de plágio ou outro tipo de discordância com as normas, o trabalho é recusado e o(s) autor(es) devidamente informado(s). Uma vez aceito em primeira instância, sem identificação de autoria, o texto passa por duas avaliações feitas por membros do Conselho Técnico-Científico e/ou pareceristas ad hoc externos. Em caso de divergência de pareceres, o trabalho é submetido a um terceiro avaliador. O resultado da avaliação é comunicado ao(s) autor(es), acompanhado de uma síntese dos pareceres. Os artigos podem ser recusador, aceitos com modificações ou aceitos. No caso de aceito com modificações, os autores deverão proceder os ajustes necessários e retornar à revista para nova avaliação. A decisão final sobre a publicação é de responsabilidade da Coordenação Editorial. Na eventualidade de suspeita de plágio ou malversação referente a artigo publicado em Comunicação, Mídia e Consumo, o Comitê de Ética em Pesquisa ESPM será acionado para referendar a deliberação dos editores, anteriormente encaminhada à coordenação do PPGCOM e apreciada pelo colegiado do Programa, ou sugerir procedimento que melhor responda à situação que porventura tenha ocorrido.

 

Formulário de Avaliação

Os pareceristas, durante a revisão cega por pares, têm como recomendação atribuir pontuação para os seguintes quesitos (considerados relevantes por revista CMC):

1) Fundamentação teórica 

2) Pertinência metodológica 

3) Originalidade e relevância para o campo 

4) Maturidade científica na discussão do assunto

5) Relevância das referências bibliográficas e sua relação com o tema 

6) Pertinência entre o problema (assunto) discutido e a proposta editorial

(escopo) da revista 

7) Atendimento às normas da revista

 8) Clareza da redação

 9) Parecer circunstanciado

 

Prazo de avaliação-publicação

O processo de avaliação dos artigos tem duração média de seis meses, já tempo médio de publicação do artigo é de seis meses a um ano, variando conforme a quantidade de artigos enviados no período e a área em questão. 

 

Taxa de rejeição

No ano de 2018, a taxa de rejeição de trabalhos foi de 66% e, em 2019, 63%.

 

Periodicidade

A revista é quadrimestral, sendo publicada nos meses: abril, agosto e dezembro.

Datas de publicação da revista

30 de abril - 30 de agosto - 30 de dezembro 

Início em: v. 1, n. 1, mai. 2004

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 

Diretório e Indexadores

SCOPUS: https://www.scopus.com/home.uri

CENGAGE Learning: http://www.gale.cengage.com

Diadorim: http://diadorim.ibict.br

DOAJ: http://www.doaj.org

EBSCO: http://www.ebscohost.com

Latindex: http://www.latindex.org/latindex/inicio

Livre: http://www.cnen.gov.br/

Portal de Periódicos da CAPES: http://www.periodicos.capes.gov.br

Revcom: http://www.portcom.intercom.org.br/revistas

Sumários.org: http://www.sumarios.org

 

 

Código de ética

O código de ética da revista pode ser acessado aqui.

 

Avaliações e métricas

Qualis CAPES 2013-2016:

Comunicação e Informação: A2

Ciências Ambientais: B1

Educação: B2

Interdiscipinar: B1

Psicologia: B3

Serviço social: B3

Sociologia: B3

 

Google Metrics 2020

Índice h5: 7
Mediana h5: 10

 

Conflitos de interesse e ética de pesquisa

Os autores devem informar que não foram omitidas quaisquer ligações a órgãos de financiamento, bem como a instituições comerciais ou políticas. Qualquer envolvimento comercial ou financeiro que possa representar algum tipo de conflito de interesse deve ser encaminhado em uma carta enviado junto com o artigo ao editor responsável pela submissão no item "documentos suplementares".

No caso dos artigos redigidos com base em pesquisas envolvendo seres humanos é de responsabilidade dos  autores adotarem os procedimentos éticos da área, incluindo a submissão aos Comitês de Ética na Pesquisa de suas instituições ou países, quando for o caso.

 

Permissões

Os autores são responsáveis por obter os direitos para reprodução de qualquer imagem, tabela ou figura publicada em outro lugar.

 

Regimento da revista CMC

REGIMENTO DA REVISTA CMC

 

Artigo 01 – A revista Comunicação, Mídia e Consumo (CMC) é uma publicação científica quadrimestral, editada pelo Programa de Pós-graduação em Comunicação e Práticas do Consumo da Escola Superior de Propaganda e Marketing de São Paulo (PPGCOM-ESPM).

Artigo 02 –  A revista tem como tem como foco promover a discussão acadêmica relacionada ao campo da Comunicação Social, articulando os estudos de mídia (os meios de comunicação, suas lógicas de produção e processos de recepção) e os estudos do consumo (entendido como prática sociocultural definidora da cena contemporânea). Tem como linha editorial a abordagem de temas relevantes do campo da Comunicação, aqui entendida como processo e prática sociocultural complexa. Os artigos devem ser fundamentados, mobilizando diferentes autores de uma dada vertente teórica de modo a desenvolver uma reflexão crítica sobre a temática abordada. Em caso de trabalhos empíricos, além da contextualização e da etapa descritiva do material, privilegiamos artigos que apresentem uma análise teórico-interpretativa dos aspectos observados no corpus.

I. Organização do conteúdo e direto autoral 

Artigo 03 –  A CMC possui, desde 2005, periodicidade quadrimestral. 

Artigo 04 – A revista publica textos em Português, Inglês, Espanhol ou Francês.

Artigo 05 –  A revista é composta das seguintes seções:

–   Editorial;

II –  Dossiê temático (quando for o caso);

III –  Artigos de temas livres;

IV –  Outros formatos de texto (resenhas, relatos de pesquisa, entrevistas, ensaios) poderão ser eventualmente publicados. 

Artigo 06 –  A CMC circula em acesso aberto. A revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento. Os artigos são publicados  em acesso aberto (Open Access), que permite uso, distribuição e reprodução em qualquer meio, sem restrições desde que o trabalho original seja corretamente citado. 

Artigo 07 – Ao publicarem na CMC, os autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de publicação. É permitido que outros façam download dos trabalhos publicados e os compartilhem desde que atribuam crédito aos autores, mas sem que possam alterá-los de nenhuma forma ou utilizá-los para fins comerciais.

 II. Composição da equipe editorial

 Artigo 08 –  A equipe editorial da CMC é composta pelas seguintes funções

–  Editores chefes

II –  Comissão Editorial e de Peer Review

III – Bolsistas PPGCOM-ESPM

III –  Tradutores

IV –  Assessores editoriais

–  Web Designers

Artigo 10 –  São funções dos editores chefes da revista

I  –  Cuidar da gestão editorial da CMC;

II –  Definir a política editorial e de avaliação de manuscritos;

III –  Definir a política de indexação da CMC.

IV - Atuar na gestão do fluxo de avaliação de  manuscritos, com ênfase na seleção e interação com os pareceristas e autores;

V – Auxiliar os editores-convidados no trabalho de edição dos dossiês temáticos;

 Artigo 11 –  São funções da Comissão Editorial e de Peer Review:

 I – Assessorar os editores chefes na avaliação do desempenho do periódico;

II –  Elaborar recomendações para o aperfeiçoamento da CMC;

III – Realizar ao menos 3 pareceres avaliativos por ano sobre os artigos enviados para a revista.

Artigo 12 - São funções dos bolsistas PPGCOM-ESPM:

I – Assessor os editores chefes nos processos editoriais da revista;

II – Realizar a revisão das edições em termos de cumprimento das normas da publicação.

Artigo 13 – São funções dos tradutores:

I – Realizar as traduções em inglês para os artigos aprovados para publicação na revista;

II – Zelar pelo bom uso da língua inglesa, tendo em vista a internacionalização da revista.

Artigo 14 – São funções dos assessores editoriais:

I – Diagramar, normatizar e revisar as edições da revista;

II – Zelar pelo cumprimento das normas de padronização exigidas pela publicação e seus indexadores;

III – Elaborar e gerir o projeto gráfico da revista.

Artigo 15 - São funções dos web designers:

I – Promover a manutenção do bom funcionamento do site da revista;

II – Elaborar e gerir o projeto do site da revista.

Artigo 16 – A equipe editorial da CMC poderá recorrer a editores-convidados, pesquisadores brasileiros e estrangeiros de reconhecida notoriedade nos estudos da área, para trabalhar em parceria com os editores chefe na edição de dossiês temáticos

 Artigo 17 – São funções dos editores-convidados

I – Trabalhar na divulgação da chamada de trabalhos dos dossiês temáticos sob sua responsabilidade, priorizando a internacionalização das submissões;

II – Atuar, em colaboração com a equipe editorial da revista, da gestão do fluxo de avaliação de  manuscritos submetidos ao dossiê temático;  

III. Normas para publicação

 Artigo 21 – A revista aceita textos originais e inéditos de autores titulados como doutores, ou, de doutorando e mestrando em co-autoria com doutores, preferencialmente resultados de pesquisas.

Artigo 22 - A revista trabalha em regime de fluxo contínuo. Não há deadline, portanto, para submissão de artigos (na seção de textos avulsos) e de resenhas críticas. 

Artigo 22 – Os manuscritos submetidos devem obedecer as Diretrizes para os Autores, publicadas no site da revista;

Artigo 23 – O processo de revisão dos manuscritos submetidos à CMC é composto pelas seguintes etapas:

I – Avaliação pela equipe editorial (desk review) em que serão observados a consonância em relação às Diretrizes para os Autores, à linha editorial da revista e as instruções que constarem nas chamadas públicas dos dossiês temáticos (quando for o caso).

II – O envio dos artigos para pareceristas para avaliação cega pelos pares.

§ - Os pareceristas devem ser obrigatoriamente doutores, com reconhecido domínio do tema e do idioma de origem dos manuscritos

III – Comunicação ao autor da decisão editorial e acompanhamento dos processos de revisão e resubmissão (quando for o caso)

IV – Editoração dos artigos aceitos e revisão das provas pela equipe editorial e pelos autores.

 IV. Declaração de ética

 Artigo 24 – O Código de Ética adotado pela revista está disponível no site.