Crítica da inspiração nos processos comunicacionais do capitalismo “cool”

Vander Casaqui

Resumo


Este artigo tem como objetivo tratar da inspiração, como elemento que identifica os processos comunicacionais relacionados com a cultura empreendedora. Nesse sentido, a publicização dos ideais, valores, prescrições dos agentes identificados com o empreendedorismo parte de um modelo comunicacional bem delimitado, cuja função principal é inspirar, ou seja, transformar o outro, que compõe seu auditório social (BAKHTIN, 1997). Essa transformação desejada seria, em última instância, a promoção do engajamento no capitalismo contemporâneo em sua face mais sedutora, que McGuigan (2009) define como cool capitalism. Em síntese, procuramos discutir as intersecções entre inspiração, empreendedorismo e o capitalismo neoliberal, ou sociedade neoliberal (conforme DARDOT; LAVAL, 2016).


Palavras-chave


Comunicação e consumo; cultura empreendedora; discurso social; inspiração; sociedade neoliberal

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.18568/cmc.v17i48.2009

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Comunicação Mídia e Consumo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Diretórios e Indexadores: SCOPUS lREVCOM l UNIVERCIENCIA l Sumários.org l LIVRE l Latindex l EBSCO l CENGAGE Learning l DOAJ l IBICT/SEER l Portal de Periódicos da CAPES l Diadorim  |  

Rua: Dr. Álvaro Alvim, 123 - Vila Mariana - São Paulo - SP

CEP: 04018-010 - e-mail: revistacmc@espm.br