Ao Sul das referências: reflexões decoloniais para desierarquizar os processos de produção de conhecimento

Vera Martins, Rosane Rosa

Resumo


O artigo apresenta uma reflexão a respeito de uma experiência de pesquisa na área da comunicação e dos estudos feministas e de gênero, realizada com mulheres do Brasil e de Moçambique, que privilegiou a utilização de referenciais teóricos decoloniais. O texto discute aspectos relacionados às escolhas de autoras (es) e apresenta os conceitos: axé (SODRÉ, 2017) e disponer de una misma (TZUL TZUL, 2016), para evidenciar a potencialidade dos referenciais decoloniais para democratizar o processo de produção do conhecimento. Nesse contexto, afirmamos que os estudos que promovem o diálogo entre países do sul global, a partir da incorporação de referentes teóricos decoloniais, contribuem para reposicionar, socialmente, as/os sujeitos e de nutrir o processo de teorização com as experiências de sua gente: autoras (es), pesquisadoras (es) de todos os níveis, comunidades, coletivos e movimentos sociais.

 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18568/cmc.v18i51.2497

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Comunicação Mídia e Consumo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Diretórios e Indexadores: SCOPUS lREVCOM l UNIVERCIENCIA l Sumários.org l LIVRE l Latindex l EBSCO l CENGAGE Learning l DOAJ l IBICT/SEER l Portal de Periódicos da CAPES l Diadorim  |  

Rua: Dr. Álvaro Alvim, 123 - Vila Mariana - São Paulo - SP

CEP: 04018-010 - e-mail: revistacmc@espm.br