Sociabilidade e Jogo em Redes Sociais Baseadas em Localização: Dinâmicas Interacionais e o Sistema de Badges do Foursquare

Thiago Falcao, Maria Clara Aquino

Resumo


O texto busca problematizar as relações entre jogo e sociabilidade no Foursquare, segundo a hipótese de que a interação para com o aplicativo cria uma camada de significação, produzindo o que se pode classificar como uma ressignificação do lugar, e enseja o que se pode chamar de sociabilidade fabricada, à medida que se apoia sobre noções distintas para elaborar um contexto particular subscrito a dinâmicas materiais específicas. Estas dinâmicas induzem, a partir do modo como o sistema promove a conexão entre usuários, a necessidade de uma releitura de noções teóricas anteriormente propostas no âmbito das ciências sociais e humanas a respeito de práticas interacionais.

Palavras-chave


Sociabilidade, Jogo, Materialidade, Foursquare.

Texto completo:

PORT PDF / ESP PDF / ING PDF

Referências


ADAMS, P. C. Geographies of Media and Communication: a critical introduction. United

Kingdon: Wiley-Blackwell, 2009.

AKRICH, M. “The De-Scription of Technical Objects”. In: BIJKER, W. E.; LAW, J. (Eds.).

Shaping Technology/Building Society: Studies in Sociotechnical Change. Cambridge:

The MIT Press, 1992.

ANDERSON, C. A Cauda Longa. A Nova Dinâmica de Marketing e Vendas: Como Lucrar

com a Fragmentação dos Mercados. Rio de Janeiro: Editora Elsevier, 2006.

DONATH, J.; BOYD, D. Public Displays of Connection. In: BT Technology Journal, v. 22,

n. 4, 2004.

FALCÃO, T. Uma Incursão sobre as Estruturas Comunicacionais em Mundos Virtuais.

Estudo sobre a Mediação dos Diálogos pela Figura do Jogo. Dissertação defendida no

Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas da Universidade

Federal da Bahia, Salvador, 2010.

__________. Camadas Relacionais de Prescrição. Alicerces para uma Metodologia de

Análise dos Jogos Eletrônicos. In: Anais do XX Encontro Anual da Compós. Porto Alegre:

Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2011.

__________; SILVA, T.; AYRES, M. Jogos e o Fluxo de Capital Simbólico no Facebook:

Um Estudo dos Casos Farmville e Bejeweled Blitz. In: ANDRADE, L. A.; FALCÃO, T.

(Eds.). Realidade Sintética: Jogos Eletrônicos, Comunicação e Experiência Social. São

Paulo: Scortecci, 2012.

__________. Substratos de uma Sociabilidade Fabricada. Salvador, 2012. Artigo não publicado.

FALKHEIMER, J.; JANSSON, A. Geographies of Communication: The Spatial Turn in

Media Studies. Göteborg: Nordicom, 2006.

FELINTO, E. ‘Materialidades da Comunicação’: Por um Novo Lugar da Matéria na Teoria

da Comunicação. In: Ciberlegenda, n. 5, 2001.

GIBSON, J. The Ecological Approach to Visual Perception. New York: Psychology Press, 1986.

GOFFMAN, E. Frame Analysis. An Essay on the Organization of Experience. Boston:

Northeastern University Press, 1986 (1974).

GUMBRECHT, H. U. Production of Presence. What Meaning Cannot Convey. Stanford:

Stanford University Press, 2004.

HE, W.; LIU, X.; REN, M. Location Cheating: A Security Challenge to Location-based Social

Network Services, arXiv:1102.4135, v. 1 [cs.SI], 21 fev. 2011. Disponível em:

org/pdf/1102.4135.pdf>.

JENKINS, H. Cultura da Convergência. São Paulo: Editora Aleph, 2008.

JUUL, J. Half-Real. Video Games between Real Rules and Fictional Worlds. Cambridge:

MIT Press, 2005.

KITTLER, F. Gramophone, Film, Typewriter. Stanford: Stanford University Press, 1999.

LANDOW, G. Hypertext 3.0: Critical Theory and New Media in an Era of Globalization.

Baltimore: The Johns Hopkins University Press, 2006.

LATOUR, B. “Where Are the Missing Masses? The Sociology of a Few Mundane Artifacts”.

In: BIJKER, W. E.; LAW, J. (Eds.). Shaping Technology/Building Society: Studies in

Sociotechnical Change. Cambridge: The MIT Press, 1992.

LEMOS, A. Arte e Mídia Locativa no Brasil. In: BAMBOZZI, L.; BASTOS, M.; MINELLI,

B. (Eds.). Mediações, Tecnologias e Espaço Público. Panorama Crítico das Artes em

Mídias Móveis. São Paulo: Conrad, 2009.

_________. Jogos Móveis Locativos. Cibercultura, Espaço Urbano e Mídia Locativa. Revista

USP, v. 86, p. 54-65, 2010.

LINDQVIST, J.; CRANSHAW, J.; WIESE, J.; HONG, J.; ZIMMERMAN, J. I’m the Mayor

of My House: Examining why People Use foursquare – a Social-Driven Location Sharing

Application. CHI 2011. Vancouver, BC (Canada), 7-12 mai. 2011. Disponível em:

.

LENOIR, T. Inscribing Science. Scientific Texts and the Materiality of Communication.

Stanford: Stanford University Press, 1998.

PRIMO, A. Interação Mediada por Computador: comunicação, cibercultura, cognição. Porto

Alegre: Editora Sulina, 2007.

RECUERO, R. Redes Sociais na Internet. Porto Alegre: Editora Sulina, 2009.

____________. Jogos e Práticas Sociais no Facebook: Um estudo de caso do Mafia Wars.

In: ANDRADE, L. A.; FALCÃO, T. (Eds.). Realidade Sintética: Jogos Eletrônicos,

Comunicação e Experiência Social. São Paulo: Scortecci, 2012.

SOUSA, P. V. Mapas Colaborativos na Internet: Um Estudo de Anotações Espaciais dos

Problemas Urbanos. Dissertação defendida no Programa de Pós-Graduação em Comunicação

e Cultura Contemporâneas da Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2012.

TURKLE, S. Always-on/Always-on-you: The Tethered Self. In: KATZ, J. (Ed.). Handbook of

Mobile Communication Studies. Cambridge: MIT Press, 2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.18568/cmc.v10i27.433

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Comunicação Mídia e Consumo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Diretórios e Indexadores: SCOPUS lREVCOM l UNIVERCIENCIA l Sumários.org l LIVRE l Latindex l EBSCO l CENGAGE Learning l DOAJ l IBICT/SEER l Portal de Periódicos da CAPES l Diadorim  |  

Rua: Dr. Álvaro Alvim, 123 - Vila Mariana - São Paulo - SP

CEP: 04018-010 - e-mail: revistacmc@espm.br