Minorias e discurso na esfera pública digital: o caso da Parada Gay

Adriana Andrade Braga, Juliana Depiné Alves Guimarães

Resumo


O artigo dedica-se a investigar e compreender as opiniões e interpretações elaboradas por diversos segmentos sociais a respeito dos temas suscitados pela Parada do Orgulho LGBT, considerando que o evento propõe um agendamento de questões caras às minorias sexuais na sociedade. O ambiente de investigação foi a Internet e o foco recaiu sobre os discursos a respeito da Parada do Orgulho LGBT da cidade de São Paulo de 2011, presentes em blogs pessoais e sites de notícias. À luz de teorias oriundas da Análise do Discurso, identificaram-se padrões, referentes aos temas mais recorrentes suscitados pela manifestação e às estratégias discursivas relativas a cada tema. Neste processo, o estudo estipulou três categorias de análise, relativas às discussões sobre a pertinência do evento, aos direitos civis de minorias sexuais e ao juízo moral – biológico e religioso – sobre sexualidades não heteronormativas.


Palavras-chave


Parada Gay; minorias sexuais; esfera pública; discurso; Internet.

Referências


BENVENISTE, É. Problemas de linguística geral. São Paulo: CEN, 1976.

BÍBLIA. Português. Bíblia Sagrada. 3. ed. São Paulo: Paulinas, 1969.

BOFF, L. 2005. O cuidado essencial: princípio de um novo éthos. Revista Inclusão Social, Brasília, v. 1, n. 1, p. 28-35, out./mar. 2005.

CALHOUN, C. Social theory and the politics of identity. In: CALHOUN, C. (Ed.). Social theory and the politics of identity. Cambridge, Mass: Blackwell, 1994. p. 9-36.

CARRARA, S.; RAMOS, S. Política, direitos, violência e homossexualidade. Pesquisa 9a Parada do Orgulho LGBT – Rio 2004. Rio de Janeiro: CEPESC, 2005.

FACCHINI, R. Entre compassos e descompassos: um olhar para o “campo” e para a “arena” do movimento LGBT brasileiro. Bagoas: revista de estudos gays, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, v. 3, n. 4, jan./jul.2009.

___________. Sopa de letrinhas? Movimento homossexual e produção de identidades coletivas

nos anos 90. Rio de Janeiro: Garamond, 2005.

FERNANDES, R. C. Sem fins lucrativos. Comunicações do Iser, Rio de Janeiro, ano 4, n. 15, p. 13-31, jul. 1985.

FOUCAULT, M. A ordem do discurso. São Paulo: Loyola, 2009.

___________. Arqueologia do saber. Petrópolis: Vozes, 1972.

FRASER, N. Redistribuição ou reconhecimento? Classe e status na sociedade contemporânea. Interseções, ano 4, n. 1, 2002.

_________. Rethinking the public sphere. In: Justice Interrupts – Critical reflections on the “post socialist” condition. New York: Routledge, 1997.

GIDDENS, A. As consequências da modernidade. São Paulo: Editora Unes, 1991.

GUREVITCH, M. (Org.). Mass Media and Society. London: Edward Arnold, 1991. p. 82-117.

HABERMAS, J. The theory of communication action. Volume 2: Lifeworld and System: A Critique of Functionalist Reason. Massachussetts: Beacon Press, 1987.

___________. Mudança estrutural da esfera pública: investigações quanto a uma categoria da sociedade burguesa. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1984.

LOURO, G. L. Teoria queer: uma política pós-identitária para a educação. Revista Estudos Feministas, v. 9, n. 2, p. 541-553, 2001.

MAINGUENEAU, D. Novas tendências em análise do discurso. Campinas: Pontes, 1989.

MELUCCI, A. A invenção do presente: movimentos sociais nas sociedades complexas. Petrópolis: Vozes, 2001.

_________. Um objetivo para os movimentos sociais? Lua Nova – Revista de cultura e política, n. 17, p. 49-66, 1989.

OFFE, C. New social movements: challenging the boundaries of institutional politics. Social Research, v. 52, n. 4, 1985.

PEREIRA, M. A. Internet e mobilização política – os movimentos sociais na era digital. Texto apresentado no IV Encontro da Compolítica, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), 13 a 15 abr. 2011. Disponível em: . Acesso em: 12 abr. 2011.

RODRIGUES, A. D. Experiência, modernidade e campo dos media. Universidade da Beira Interior, Covilhã, 1999. Disponível em: . Acesso em: 14 fev. 2011.

TARROW, S. O poder em movimento. Petrópolis: Vozes, 2009.

Reportagens em veículos on-line

a PARADA GAY espera reunir 3 milhões. Diário do Grande ABC, 26 jun. 2011. Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2011.

BERGAMIN JR., G. 15a Parada Gay de SP é lançada com carta contra conservadorismo. Folha On-line, 6 jun. 2011. Disponível em:

cotidiano/925977-15-parada-gay-de-sp-e-lancada-com-carta-contra-conservadorismo.shtml>. Acesso em: 20 jun. 2011.

DIMENSTEIN, G. São Paulo é mais gay ou mais evangélica?. Folha.com, 24 jun. 2011. Disponível em:. Acesso em: 12 jul. 2011.

EVANGÉLICOS vão a Parada Gay para pregar para os homossexuais. HGospel, 29 jun. 2011. Disponível em: . Acesso em: 10 jul. 2011.

HACKERS invadem site da Parada Gay de São Paulo. Globo On-line, 6 jun. 2011. Disponível em: . Acesso em: 15 jun. 2011.

ÍNDIOS protestam na Parada Gay contra construção de usina. G1, 30 jun. 2011. Disponível em:. Acesso em: 2 jul. 2011.

LANNA Holder e sua companheira farão evangelismo na Parada Gay em SP. Gospel Prime, 16 jun. 2011. Disponível em: . Acesso em: 25 jun. 2011.

OCUPAÇÃO hoteleira da região da Paulista mantém mesmo índice dos anos anteriores. Mix Brasil, 21 jun. 2011. Disponível em: . Acesso em: 2 jul. 2011.

SEMER, M. Cruzada religiosa combate direitos civis dos gays. Terra Magazine, 29 jun. 2011. Disponível em: . Acesso em: 2 jul. 2011.

SILAS Malafaia critica Parada Gay e cobertura da mídia. Christian Post, 2 jul. 2011. Disponível

em: . Acesso em: 10 jul. 2011.

“SOU UMA travesti que já nasceu operada”, diz Preta Gil na abertura da Parada Gay em SP. Globo On-line, 26 jun. 2011. Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2011.

“SPTURIS apresenta perfil dos participantes da Parada Gay”. Mercado e Eventos, 20 jun. 2011. Disponível em: . Acesso em: 13 jul. 2011.




DOI: http://dx.doi.org/10.18568/cmc.v11i30.652

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Comunicação Mídia e Consumo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Diretórios e Indexadores: REVCOM l UNIVERCIENCIA l Sumários.org l LIVRE l Latindex l EBSCO l CENGAGE Learning l DOAJ l IBICT/SEER l Portal de Periódicos da CAPES l Diadorim  | 

Rua: Dr. Álvaro Alvim, 123 - Vila Mariana - São Paulo - SP

CEP: 04018-010 - e-mail: revistacmc@espm.br