Indústria fonográfica e a Nova Produção Independente: o futuro da música brasileira?

Leonardo De Marchi

Resumo


Neste artigo, relaciona-se a rápida consolidação da indústria fonográfica independente no Brasil, ou Nova Produção Independente, às transformações promovidas pelas novas tecnologias da informação e da comunicação e pela recente economia do entretenimento. Argumenta-se que o surgimento dessas empresas se dá não por uma “crise” da indústria de música, mas pela complexificação da cadeia produtiva da fonografia, reorganizada pelo surgimento de novas tecnologias e hábitos de consumo de gravações sonoras na era digital.
Palavras-chave: Indústria fonográfica brasileira; produção independente; novas tecnologias da informação e da comunicação.
ABSTRACT
In the article, the fast consolidation of the Brazilian phonographic independent industry, or New Independent Production, is related to the transformations promoted by the new information and communication technologies and the new entertainment economy. As argued, the appearance of these companies does not result from a “crisis” of the music industry, but from the complexification of the phonographic productive chain, reorganized by the appearance of new technologies and habits of consumption of sound recordings in the digital era.
Keywords: Brazilian phonographic industry; indies; new information and communication technologies.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18568/cmc.v3i7.76

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Comunicação Mídia e Consumo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Diretórios e Indexadores: SCOPUS lREVCOM l UNIVERCIENCIA l Sumários.org l LIVRE l Latindex l EBSCO l CENGAGE Learning l DOAJ l IBICT/SEER l Portal de Periódicos da CAPES l Diadorim  |  

Rua: Dr. Álvaro Alvim, 123 - Vila Mariana - São Paulo - SP

CEP: 04018-010 - e-mail: revistacmc@espm.br