Da produção ao consumo: diversidade cultural nos usos coletivos de tecnologia entre grupos populares

Carla Barros

Resumo


A proposta do artigo é discutir usos de tecnologia entre grupos populares, nos quais a dimensão coletiva aparece como um aspecto central das dinâmicas culturais. Para tanto, são apresentados resultados de uma pesquisa etnográfica em andamento na cidade do Rio de Janeiro, cujo material é colocado em perspectiva com estudos realizados na África do Sul. O debate focaliza a descontinuidade entre as dimensões da produção e do consumo, não em termos da recepção de conteúdos, mas sim das próprias experiências de uso. As vivências em torno de televisão e celulares sugerem a relativização do modo de consumo individual em prol de uma investigação acerca de apropriações coletivas em contextos diversos aos dos países desenvolvidos, onde tais bens de consumo – assim como parte dominante das teorias acadêmicas – são produzidos.

Palavras-chave


Televisão; Celular; Usos coletivos; Grupos populares

Referências


BARROS, C. Trocas, hierarquia e mediação: as dimensões culturais do consumo em um grupo de empregadas domésticas. 253 f. Tese (doutorado em Administração) – COPPEAD/Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007.

BARROS, C. Usos juvenis de computadores na lan da periferia: um estudo sobre cultura,sociabilidade e alteridade. In: 32º CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO. Anais... Curitiba: Intercom, 2009. Disponível em: http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2009/lista_area_DT6-CU.htm.

BURRELL, J. Evaluating Shared Access: social equality and the circulation of mobile phones in rural Uganda. Journal of Computer-Mediated Communication, v. 15, n. 2, p. 230-250, 2010.

CHARTIER, R. Du livre au lire. In: CHARTIER, R. (Org.). Pratiques de la lecture. Paris: Editions Payot & Rivages, 1993.

DAMATTA, R. Carnavais, malandros e heróis: por uma sociologia do dilema brasileiro. 3. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1981.

FREYRE, G. Casa Grande & Senzala. 25. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1987.

GASTALDO, E. ‘O complô da torcida’: futebol e performance masculina em bares. Horizontes Antropológicos, v. 11, n. 24, p. 107-123, 2005.

GOFFMAN, E. Behavior in public places. Nova York: The Free Press, 1963.

HAMBURGER, E. Diluindo fronteiras: a televisão e as novelas no cotidiano. In: SCHWARCZ, L. (Org.). História da vida privada no Brasil: contrastes da intimidade contemporânea. v. 4. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

MILLER, D. Material culture and mass consumption. Oxford: Blackwell, 1987.

MILLER, D.; HORST, H. The Cell Phone: An Anthropology of Communication. Oxford: Berg, 2006.

ROCHA, E. Magia e capitalismo. São Paulo: Brasiliense, 1985.

SAHLINS, M. Cultura e Razão Prática. Rio de Janeiro: Zahar, 1979.

SCHOON, A. (Im)mobile phones: “Stuckness” and mobile phones in a neighbourhood in the global south. In: ICA MOBILE PRE-CONFERENCE. Anais… Londres: London School of Economics, jun. 2013. p. 1-13.

SILVA, S. R. Estar no tempo, estar no mundo: a vida social dos telefones celulares em um grupo popular. 435 f. Tese (doutorado em Antropologia) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2010.

SILVEIRA, F. Sobre a ‘naturalização’ da domesticidade televisiva: uma problematização e um protocolo para a observação empírica. Alceu, v. 4, n. 8, p. 65-77, 2004.

SILVERSTONE, R. Televisión y vida cotidiana. Buenos Aires: Amorrortu, 1996

SIMMEL, G. Fashion. The American Journal of Sociology, v. 62, n. 6, p. 541-558, 1957.

SMYTH, T. N.; KUMAR, S.; MEDHI, I.; TOYAMA, K. Where there’s a will there’s a way: mobile media sharing in urban India. In: 28TH INTERNATIONAL CONFERENCE ON HUMAN FACTORS IN COMPUTING SYSTEMS. Anais… Atlanta, Geórgia, abr. 2010. p. 753-762.

TUFTE, T. Questões a serem estudadas em estudos etnográficos de mídia: mediações e hibridização cultural na vida cotidiana. In: LOPES, M. I. V. (Org.). Temas contemporâneos em comunicação. São Paulo: Edicon: Intercom, 1997.

WALTON, M.; HAßREITER, S.; MARSDEN, G.; ALLEN, S. Degrees of Sharing: Proximate Media Sharing and Messaging by Young People in Khayelitsha. In: MOBILEHCI’12. Anais… São Francisco, Califórnia, set. 2012. p. 403-412.

WINKIN, Y. A nova comunicação: da teoria ao trabalho de campo. Campinas, SP: Papirus, 1998.




DOI: http://dx.doi.org/10.18568/cmc.v12i35.1052

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Comunicação Mídia e Consumo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Diretórios e Indexadores: REVCOM l UNIVERCIENCIA l Sumários.org l LIVRE l Latindex l EBSCO l CENGAGE Learning l DOAJ l IBICT/SEER l Portal de Periódicos da CAPES l Diadorim  | 

Rua: Dr. Álvaro Alvim, 123 - Vila Mariana - São Paulo - SP

CEP: 04018-010 - e-mail: revistacmc@espm.br