Entre o algoritmo e a curadoria: programação radiofônica, gêneros musicais e repetição

Marcelo Kischinhevsky, Gustavo Ferreira, Claudia Góes, Artur Seidel, Liana Monteiro

Resumo


Este artigo investiga o processo de construção da programação musical radiofônica, cada vez mais tensionada entre dois polos: a curadoria humana e a mediação algorítmica dos softwares de automação. No percurso, propõe-se uma reflexão sobre os papéis exercidos por categorias como gêneros musicais, diversidade e repetição. Parte-se da premissa de que a música permanece central para o rádio num momento de transição nas indústrias midiáticas em que se consolidam novos intermediários, notadamente serviços de streaming, em que a curadoria humana foi progressivamente dando lugar a sofisticados sistemas de automação, reorganizando a escuta de música em larga escala.


Palavras-chave


Rádio; programação musical; curadoria; automação; mediação algorítmica

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18568/cmc.v18i51.2216

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Comunicação Mídia e Consumo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Diretórios e Indexadores: SCOPUS lREVCOM l UNIVERCIENCIA l Sumários.org l LIVRE l Latindex l EBSCO l CENGAGE Learning l DOAJ l IBICT/SEER l Portal de Periódicos da CAPES l Diadorim  |  

Rua: Dr. Álvaro Alvim, 123 - Vila Mariana - São Paulo - SP

CEP: 04018-010 - e-mail: revistacmc@espm.br