Cinema em cartazes: um passeio pelo percurso da escrita verbovisual

Denise Azevedo Duarte Guimarães

Resumo


Este artigo tem cartazes de cinema como objeto de estudo e pretende demonstrar como eles dão continuidade, hoje, a um projeto em busca da visualidade, proveniente do barroco e que conquista espaço e forma na contemporaneidade. A linguagem do cartaz, como produto comunicativo híbrido, é analisada por intermédio de um estudo comparativo sobre a evolução da poesia visual no ocidente. Uma leitura intersemiótica tenta investigar processos criativos que integram signos verbais e interfaces icônicas no texto impresso.

Palavras-chave


Cartazes de filmes; comunicação visual; neobarroco contemporâneo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18568/cmc.v7i20.285

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Comunicação Mídia e Consumo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Diretórios e Indexadores: REVCOM l UNIVERCIENCIA l Sumários.org l LIVRE l Latindex l EBSCO l CENGAGE Learning l DOAJ l IBICT/SEER l Portal de Periódicos da CAPES l Diadorim  | 

Rua: Dr. Álvaro Alvim, 123 - Vila Mariana - São Paulo - SP

CEP: 04018-010 - e-mail: revistacmc@espm.br