Entrevista com Dominique Wolton

Carlos Alberto Zanotti, André Camarão Telles Ribeiro

Resumo


Uma das principais obras, dentre os 16 livros que este cientista político francês já escreveu sobre mídia e comunicação, tem um capítulo dedicado à Rede Globo de Televisão, no qual o autor transita na contramão de boa parte da intelectualidade brasileira. Em Elogio do grande público: uma teoria crítica da televisão (Ática, 1990), Dominique Wolton apresenta a coadjuvante midiática do regime militar como “um dos símbolos da identidade brasileira” (p. 159), estranhando que uma organização privada tenha atuado tão positivamente na construção de um estratégico “laço social” no país – papel que, na Europa, os governos geralmente atribuem às emissoras públicas.


Texto completo:

PORT PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18568/cmc.v9i25.317

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Comunicação Mídia e Consumo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Diretórios e Indexadores: SCOPUS lREVCOM l UNIVERCIENCIA l Sumários.org l LIVRE l Latindex l EBSCO l CENGAGE Learning l DOAJ l IBICT/SEER l Portal de Periódicos da CAPES l Diadorim  |  

Rua: Dr. Álvaro Alvim, 123 - Vila Mariana - São Paulo - SP

CEP: 04018-010 - e-mail: revistacmc@espm.br