O biopoder nos meios de comunicação: o anúncio de corpos virtuais

Fernanda Bruno

Resumo


A crescente divulgação de pesquisas e “descobertas” biomédicas pelos meios de comunicação atesta novas formas de cuidado com o corpo. O artigo enfatiza o anúncio de virtualidades no campo da saúde e da doença, particularmente as sustentadas pela medicina genômica e pela epidemiologia dos fatores de risco. Ressaltamos algumas transformações no modo como os indivíduos são incitados a zelar pela própria saúde, hoje caracterizado em especial pela gestão permanente dos riscos de desenvolver doenças virtuais.
Palavras-chave: Mídia; saúde; risco; doenças virtuais.
ABSTRACT
The growing media attention on biomedical research and “latest findings” speak of new forms of body care. The present article highlights media coverage of body virtualities concerning health and sickness, especially those supported by genomic medicine and by the epidemiology of risk factors. We discuss some transformations in the way in which individuals are urged to care for their health. This is specially characterized today by the permanent management of the risks of developing virtual diseases.
Keywords: Media; health; risk; virtual diseases.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18568/cmc.v3i6.59

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Comunicação Mídia e Consumo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Diretórios e Indexadores: SCOPUS lREVCOM l UNIVERCIENCIA l Sumários.org l LIVRE l Latindex l EBSCO l CENGAGE Learning l DOAJ l IBICT/SEER l Portal de Periódicos da CAPES l Diadorim  |  

Rua: Dr. Álvaro Alvim, 123 - Vila Mariana - São Paulo - SP

CEP: 04018-010 - e-mail: revistacmc@espm.br