Ouça sua banda preferida sem precisar ir atrás daquele Torrent:uma análise da publicidade das empresas eletrônicas de música

Leonardo De Marchi

Resumo


Neste artigo, realiza-se uma análise do discurso de peças publicitárias de empresas eletrônicas estrangeiras de música que começam a operar no Brasil. O objetivo do trabalho é categorizar as estratégias retóricas utilizadas pelas empresas eletrônicas e compreender como tais produtos midiáticos ajudam na construção de um discurso sobre esses novos agentes da indústria fonográfica. Conclui-se que se têm uma concepção dos consumidores brasileiros como reticentes a pagar para consumir música nas redes digitais, mas interessados em se socializar através de seu gosto musical.

Palavras-chave


Indústria fonográfica brasileira; Publicidade; Conteúdos digitais; Empresas eletrônicas de música

Texto completo:

Português PDF /

Referências


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PRODUTORES DE DISCOS. Mercado brasileiro de música 2005. Rio de Janeiro: ABPD, 2006.

BARTHES, R. Mitologias. 9ª ed. Rio de Janeiro: Ed. Bertrand Brasil, 1993.

BAUDRILLARD, J. O sistema dos objetos. 4ª ed. São Paulo: Ed. Perspectiva, 2000.

BOURDIEU, P. The social structures of the economy. London: Polity, 2005.

CASTRO, G. ‘Não é propriamente um crime’: considerações sobre pirataria e consumo de música digital. Comunicação, Mídia e Consumo, São Paulo, v. 4, n. 10, p. 73-87, jul. 2007.

DE MARCHI, L.; ALBORNOZ, L. A.; HERSCHMANN, M. Novos negócios fonográficos no Brasil e a intermediação do mercado digital de música. Famecos, Porto Alegre, v. 18, n. 1, p. 279-291, 2011.

DE MARCHI, L. Indústria Fonográfica e a Nova Produção Independente: o Futuro da Música Brasileira? Comunicação, Mídia e Consumo, São Paulo, v. 03, p. 167-182, 2006.

________. Transformações estruturais da indústria fonográfica no Brasil 1999-2009: Desestruturação do mercado de discos, novas mediações do comércio de fonogramas digitais e consequências para a diversidade cultural no mercado de música. Tese de Doutorado em Comunicação e Cultura apresentada ao Programa de Pós-Graduação da Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2011.

_______. Inovação e institucionalização na indústria fonográfica brasileira: um estudo de caso das estratégias de negócio de músicos autônomos no entorno digital. EPETIC, v. 14, n. 2, p. 1-22, 2012.

DIAS, M. T. Os donos da voz: indústria fonográfica brasileira e mundialização da cultura. São Paulo: Boitempo, 2000.

ECO, U. A estrutura ausente. 8ª Ed. São Paulo: Perspectiva, 1997.

FLIGSTEIN, N. The architecture of markets: an economic sociology of twenty-first century capitalist societies. New York/Oxfordshire: Princeton University Press, 2001.

GEERTZ, C. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC, 1989.

HUYGEN, A. et alli. Ups and downs: economic and cultural effects of file sharing on music, films and games. Amsterdam: TNO, 2009.

LADEIRA, J. M. Um crepúsculo dos deuses: mercadorias, dádivas e as ideologias do caso Napster. Interseções, v. 10, p. 53-66, 2008.

LEIBOWITZ, S. J. File sharing: creative destruction or just plain destruction? Journal of Law and Economics, v. XLIX, p. 01-28, abr. 2006.

PEITZ, M.; WAELBROECK, M. P. The effect of internet piracy on music sales: cross-section evidence. Review of Economic Research on Copyright Issues, v. 01, n. 02, p. 71-79, 2004.

OBERHOLZER, F.; STRUMPF, K. The effect of file-sharing on record sales: an empirical analysis. Mimeografado, 2004.

SCHUMPETER, J. A. Capitalism, socialism and democracy. London & New York: Routledge, 2010.

VICENTE, E. A vez dos independentes(?):um olhar sobre a produção musical independente do país, E-compós, 2006.




DOI: http://dx.doi.org/10.18568/cmc.v11i32.634

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Comunicação Mídia e Consumo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Diretórios e Indexadores: REVCOM l UNIVERCIENCIA l Sumários.org l LIVRE l Latindex l EBSCO l CENGAGE Learning l DOAJ l IBICT/SEER l Portal de Periódicos da CAPES l Diadorim  | 

Rua: Dr. Álvaro Alvim, 123 - Vila Mariana - São Paulo - SP

CEP: 04018-010 - e-mail: revistacmc@espm.br