Google: a narrativa de uma marca mutante

Elizete de Azevedo Kreutz, Francisco Javier Mas Fernández

Resumo


As marcas mutantes já fazem parte de nossa realidade, embora ainda não totalmente percebidas e/ou aceitas como tal. O presente artigo busca refletir sobre a relevância dessas novas estratégias de comunicação e branding, identificando suas principais características. Para isso, utilizamos o método de estudo de caso, o Google, ancorado nos métodos de pesquisa bibliográfica e de internet. A escolha foi intencional, posto que a organização é referência em sua categoria, mecanismo de busca, e reflete essa estratégia comunicacional contemporânea. Como resultado, as informações obtidas nos possibilitam compreender essa tendência de comportamento de marca que busca a interação com seus públicos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18568/cmc.v6i16.158

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Comunicação Mídia e Consumo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Diretórios e Indexadores: SCOPUS lREVCOM l UNIVERCIENCIA l Sumários.org l LIVRE l Latindex l EBSCO l CENGAGE Learning l DOAJ l IBICT/SEER l Portal de Periódicos da CAPES l Diadorim  |  

Rua: Dr. Álvaro Alvim, 123 - Vila Mariana - São Paulo - SP

CEP: 04018-010 - e-mail: revistacmc@espm.br