O mundo imaginário da publicidade infantil

Maria Soberana Paiva, Karlla Christine Araújo Souza, Marcília Luzia Gomes da Costa Mendes

Resumo


O presente trabalho objetiva investigar a utilização de elementos do imaginário infantil como ferramentas de persuasão publicitária. Desse modo, foi utilizada, como objeto de análise, a publicidade televisiva infantil da marca Frisco, que apresenta os palhaços Patati e Patatá como protagonistas, considerando que a publicidade, ao se apropriar de personagens sedimentados no imaginário, consegue construir um apelo afetivo e lúdico, que passa a introduzir a criança e a família numa verdadeira cadeia simbólica.


Palavras-chave


Publicidade; Imaginário; Infância

Referências


ARIÈS, P. História social da criança e da família. Trad. Dora Flaksman. 2. ed. Rio de Janeiro: Guanabara, 1981.

BEATRICE, L.; LAURINDO, R. Contos de fada na publicidade: magia e persuasão. Blumenau: Edifurb, 2009.

BELLONI, M. L. O que é sociologia da infância. Campinas: Autores Associados, 2009.

BETTELHEIM, B. A psicanálise dos contos de fada. 16. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002.

CARVALHO, N. Publicidade: a linguagem da sedução. São Paulo: Ática, 2003.

CASTELLS, M. O poder da identidade. Trad. Klauss Brandini Gerhardt. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

DURAND, G. O imaginário: ensaio acerca das ciências e da filosofia da imagem. Trad. Renée Eve Levié. Rio de Janeiro: Difel, 1998.

________. As estruturas antropológicas do imaginário. Trad. Helder Godinho. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

JACKS, N. (Coord.); MENEZES, D.; PIEDRAS, E. Meios e audiências: a emergência dos estudos de recepção no Brasil. Porto Alegre: Sulina, 2008.

KARSAKLIAN, E. Comportamento do consumidor. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2004.

LOIZOS, P. Vídeo, filme e fotografias como documentos de pesquisa. In: BAUER, M. W.; GASKELL, G. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Petrópolis: Vozes, 2002.

MACHADO, A. A televisão levada a sério. São Paulo: Editora Senac, 2000.

MORIN, E. Cultura de massas no século XX: o espírito do tempo. Trad. Maura Ribeiro Sardinha. 10. ed. Rio de Janeiro: Forense-Universitária, 2011.

ROSE, D. Análise de imagens em movimento. In: BAUER, M. W.; GASKELL, G. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Petrópolis: Vozes, 2002.

SAMAIN, E. Questões heurísticas em torno do uso das imagens nas ciências sociais. In: FELDMAN-BIANCO, B.; LEITE, M. L. M. (Orgs.). Desafios da imagem: fotografia, iconografia e vídeos nas ciências sociais. Campinas: Papirus, 1998. p. 51-64.

SANTOS, A. M. A sociedade do consumo: criança e propaganda, uma relação que dá peso. Porto Alegre: Editora da PUC-RS, 2009.

THOMPSON, J. B. A mídia e a modernidade: uma teoria social da mídia. Trad. Wagner de Oliveira Brandão. 10. ed. Petrópolis: Vozes, 2008.

VESTERGAARD, T.; SCHRØDER, K. A linguagem da propaganda. Trad. João Alves Santos e Gilson Cesar Souza. 3. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

Meio eletrônico

PATATI E PATATÁ. Campanha Frisco. Disponível em: . Acesso em: 23 nov. 2014.




DOI: http://dx.doi.org/10.18568/cmc.v11i32.625

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Comunicação Mídia e Consumo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Diretórios e Indexadores: REVCOM l UNIVERCIENCIA l Sumários.org l LIVRE l Latindex l EBSCO l CENGAGE Learning l DOAJ l IBICT/SEER l Portal de Periódicos da CAPES l Diadorim  | 

Rua: Dr. Álvaro Alvim, 123 - Vila Mariana - São Paulo - SP

CEP: 04018-010 - e-mail: revistacmc@espm.br