A modernidade e os imaginários sonoros do Brasil

Ana Luisa Fayet Sallas, Ana Paula Peters, Marília Giller, Mônica Panis Kaseker

Resumo


O artigo tem como proposta analisar a importância do rádio na construção deimaginários no Brasil moderno. Discute-se o conceito de imaginário com base emautores como Mix (2006), Durand (1988;1997;2004) e Baczko(1985), e busca-se ampliá-lo incluindo o conceito de imagináriossonoros. Defende-se que a música é elemento marcante na construção deidentidades e comunidades imaginadas, especialmente a partir da Modernidade,quando passa a ser ouvida pelo rádio e a mesclar elementos culturais globais,nacionais e locais.

Palavras-chave


Imaginários sonoros; Música; Rádio.

Referências


ADORNO, T. O fetichismo na música e a regressão da audição. In: Os Pensadores. Trad. de

José Lino Grünewald et al. São Paulo: Abril Cultural, 1980. p. 165-191.

ANDERSON, B. Comunidades imaginadas. São Paulo: Cia. das Letras, 2008.

BACZKO, B. A imaginação social. In: LEACH, E. et al. Anthropos-Homem. Lisboa: Imprensa

Nacional/Casa da Moeda, 1985.

BAITELLO JR., N. A cultura do ouvir. In: Rádio nova. Constelações da radiofonia contemporânea.

Rio de Janeiro: Publique/UFRJ, 1999.

CABRAL, S. A MPB na era do rádio. São Paulo: Moderna, 1997.

CALABRE, L. A era do rádio. Rio de Janeiro: Zahar, 2002.

CASTORIADIS, C. A Instituição Imaginária da Sociedade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986.

CHAUÍ, M. Brasil: mito fundador e sociedade autoritária. São Paulo: Editora Fundação Perseu

Abramo, 2000.

DURAND, G. A imaginação simbólica. São Paulo: Cultrix, 1988.

_______. As estruturas antropológicas do imaginário. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

_______. O imaginário. Ensaio acerca das ciências e da filosofia da imagem. Rio de Janeiro:

Difel, 2004.

DUVAL, A. R. Sintonia Nacional: rádio e Carmem Miranda no Brasil dos anos 30. Verso &

Reverso: revista da comunicação, São Leopoldo, UNISINOS, n. 35, p. 91-99, ano XVI,

jul./dez. 2002.

GILLER, M. O jazz no Paraná entre 1920 a 1940: um estudo da obra O sabiá, fox trot

shimmy, de José da Cruz. 2013. Dissertação (Mestrado em Música) – Universidade Federal

do Paraná, Curitiba.

HALL, S. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.

HAYE, R. M. Otro siglo de radio. Noticias de un medio cautivante. Buenos Aires: La Crujía,

KASEKER, M. P. Modos de ouvir: a escuta do rádio ao longo de três gerações. Curitiba:

Champagnat, 2012.

KASPCHAK, C. A história da rádio PRB-2. Gazeta do povo, Curitiba, 4 de julho de 1999,

Caderno G, p. 3.

MARTÍN-BARBERO, J. M. Dos meios às mediações: Comunicação, Cultura e Hegemonia.

Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2003.

MELLO, Z. H. de. Música nas veias: memórias e ensaios. São Paulo: Editora 34, 2007.

MENDONÇA, M. N. Nas ondas do rádio. Boletim Informativo da Casa Romário Martins,

Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba, v. 23, n. 115, dez. 1996.

MIX, M. R. El imaginario: Civilización y cultura del siglo XXI. Buenos Aires: Prometeo

Libros, 2006.

MORAES, J. G. V. de. Sinfonia na metrópole: história, cultura e música popular em São

Paulo (anos 30). São Paulo: Estação Liberdade/FAPESP, 2000.

PETERS, A. P. De ouvido no rádio: os programas de auditório e o choro em Curitiba. 2005.

Dissertação (Mestrado em Sociologia) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

PIEDADE, A. Música instrumental brasileira e fricção de musicalidades. Antropologia em

Primeira Mão, Florianópolis, PPGAS/UFSC, v. 21,1997.

_______. Jazz, música brasileira e fricção de musicalidades. Opus, Florianópolis, v.11, p.

-123, 2005.

_______. Expressão e sentido na música brasileira: retórica e análise musical. Revista Eletrônica

de Musicologia, v. XI, set. 2007. Disponível em:

REMv11/11/11-piedade-retorica.html> Acesso em: 20 mai. 2011.

_______. Perseguindo fios da meada: pensamentos sobre hibridismo. Per Musi, Belo Horizonte,

n. 23, p. 103-112, 2011.

SANDRONI, C. Feitiço decente: transformações do samba no Rio de Janeiro (1917-1933).

Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

SCHAEFFER, P. Tratado de los objetos musicales. Madrid: Alianza Editorial, 1996.

SEVERIANO, J. Uma história da música popular brasileira: das origens à modernidade. São

Paulo: Editora 34, 2008.

SIMMEL, G. Sociologia: Estudios sobre las formas de socialización. Madrid: Revista de Occidente,

TINHORÃO, J. R. História social da música popular brasileira. São Paulo: Editora 34, 1998.

______. Música Popular: um tema em debate. São Paulo: Saga, 1956.

WISNIK, J. M. O som e o sentido – Uma outra história das músicas. São Paulo: Companhia

das Letras, 1989.




DOI: http://dx.doi.org/10.18568/cmc.v10i29.606

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Comunicação Mídia e Consumo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Diretórios e Indexadores: REVCOM l UNIVERCIENCIA l Sumários.org l LIVRE l Latindex l EBSCO l CENGAGE Learning l DOAJ l IBICT/SEER l Portal de Periódicos da CAPES l Diadorim  | 

Rua: Dr. Álvaro Alvim, 123 - Vila Mariana - São Paulo - SP

CEP: 04018-010 - e-mail: revistacmc@espm.br